Páginas

sábado, 24 de outubro de 2020

O segundo tutor de D. Pedro II nasceu em Nova Iguaçu




Por: Berguinho
   Nova Iguaçu e a baixada Fluminense tem uma história 'riquíssima'. Para desvendá-la, contou-se com a abnegação de alguns historiadores, sendo que o 'maior' de todos, a meu modo de ver, foi o saudoso Ney Alberto, que, nasceu, se não me falha a memória, em 1941 no Hospital Iguassú, e, partiu de volta à Pátria espiritual em junho de 2012. Em sua trajetória no planeta, o iguaçuano, descobriu em nossa região até 'múmia'; fez revelações dobre o 'Tinguaíto', material vulcânico encontrado em Tinguá às bordas de um vulcão extinto, e nos fez um grande número de revelações históricas e geográficas. Sem falar nos demais municípios da Baixada, Nova Iguaçu com a história que tem, me dá vazão à indagar às autoridades da "Educação": - Por quê a literatura de historiadores como Ney Alberto, não é inclusa no currículo das escolas do Estado, do município ou da Baixada Fluminense?

  Vou usar a oportunidade, para mostrar a história, desvendada pelo Saudoso Ney Alberto, de um 'lorde' (em todos os sentidos) iguaçuano, que tem muito professor de história, que não sabe que o ilustre cidadão nasceu em Nova Iguaçu! 

    Texto de Ney Alberto: "Manuel Ignácio de Andrade Souto Maior nasceu em Marapicu (5 de maio de 1782). Ainda adolescente foi para Portugal, onde concluiu o Curso de Humanidades. Na capital do Reino seus tios eram influentes personagens (João Pereira Ramos, Desembargador do Paço; Francisco de Lemos de Faria Pereira Coutinho, Bispo de Coimbra). Manuel tentou ingressar na conceituada Universidade local, mas foi, por força da legislação, obrigado a fazer parte do serviço militar. Volta ao Brasil (Rio de Janeiro) envergando a patente de Coronel. Presta serviço ao Regimento de Guaratiba e, depois, comanda o de Irajá.

   Em 1819(3 de maio), por serviços prestados, Dom João Seis(VI) concede-lhe o título de Barão de Itanhaém. Dom Pedro, o primeiro, em 1826 (12 de outubro), dá-lhe o título de Marquês.
   Dom Pedro Primeiro abandona o Trono (abdicação). Seu filho, na menoridade, não pode assumir. O Brasil é governado por Regentes. A educação do futuro Rei foi entregue à responsabilidade do conceituado José Bonifácio. Este, acusado de tramar a volta de Pedro Primeiro, foi destituído da tutoria do menino. A Regência, então, entrega a Itanhaém, a 15 de dezembro de 1833(nomeação por Decreto), a responsabilidade de educar o pré-adolescente.
À época do nascimento de Manuel Ignácio, a Freguesia de Nossa senhora de Marapicu, na Baixada de Sepetiba, não fazia parte do município de Iguassú. A exemplo de outros personagens, Itanhaen sempre foi considerado um ilustre iguasssuano. Existiu em Cabuçu, uma escola pública exibindo seu nome. O educador do nosso segundo Rei foi esquecido."

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Reencarnação - 3 Casos intrigantes!



Reencarnação 
     Até o ano de 553 a reencarnação era aceita pela Igreja Católica. A tese foi recusada, não pela igreja ou pelo Papa, mas sim pelo imperador Justiniano, por influência da sua esposa, ex prostituta, por não achar conveniente a Lei do Karma. Outro resquício sobre reencarnação está no novo testamento, quando um dos seus apóstolos em conversa com Jesus perguntou-lhe: - Você nos disse que Elias estaria entre nós, mas não o vimos! No que Jesus respondeu: Em verdade ele esteve, vocês que não o reconheceram. Estavam falando de João Batista, que teria sido uma reencarnação do profeta Elias, que na reencarnação anterior cortara as cabeças de  sacerdotes do BAAL. João Batista, conforme todo ser humano, submetido a Lei de "Causa e Efeito", também teve sua cabeça cortada.  
 3 Casos Intrigantes!
 Gus Ortega
   Quê dizer do fato de uma criança que, com apenas um ano e seis meses de idade, declarou, categoricamente, ter sido seu próprio avô há uns poucos anos atrás? O autor da surpreendente declaração foi Gus Ortega, que ao silabar as primeiras palavras na atual existência, fez diversos depoimentos especificando detalhes facilmente comprovados por familiares, ainda vivos, de sua vida anterior. O caso, um dos mais convincentes quando se aborda o tema reencarnação, está sendo estudado pelo professor de psiquiatria Jim Tucker da Universidade de Virgínia nos Estados Unidos.     
   O Sr. Auge morreu no ano de 1993 após sofrer um derrame fulminante. Fora comerciante e proprietário de uma loja e deixou à vida, antes de seu neto nascer 1 ano após sua morte
   Gus, de certa feita, quando seu pai trocava sua fralda disse: "Quando eu tinha a sua idade, eu, também, trocava sua fralda". 
    Noutra vez, quando familiares mostraram-lhe fotos antigas, o menino apontou para uma pessoa que aparecia em uma das fotos e disse; "Oh...esse sou eu!". É lógico que tal afirmativa deixou perplexos seus parentes. Para intrigar mais ainda seus "próximos" revelou com minúcias, detalhes de acontecimentos que o menino só teria como saber se tivesse realmente vivenciado tais acontecimentos. 

 Ian Hagedorn (Flórida-EUA).
   Outro que relata passagens de sua vida anterior com tamanha riqueza de detalhes, que não deixa dúvida aos familiares de ser, realmente, a encarnação de seu avô é Ian Hagedorn de 6 anos de idade, que mora em Pensacola, sendo filho de Maria Hagedorn. 
   Num desses relatos sua mãe informa que, já aos três anos, o menino estava fazendo bagunça e que quando o repreendeu dizendo que se ele não parasse ela iria bater nele, ouviu isso da boca de Ian: "Quando você era pequena e eu era seu pai, você fez muita bagunça e nunca bati em você". Não ficou só nisso Ian deitou falação trazendo à tona lembranças da existência do  avô que convenceu a todos que era realmente a reencarnação do pai de sua mãe.
   Ian afirma, em suas tagarelices, ter sido em outra existência um policial em Nova York, tendo falecido após ser baleado, quando em determinada noite entrou em uma loja, a Rádio Shack,  momento em que foi surpreendido por dois bandidos que estavam assaltando a loja, tendo um deles sacado uma metralhadora, que trazia escondida no casaco, e disparado na direção do policial, matando-o instantaneamente. Esse policial que sucumbiu diante do tiro do bandido, segundo as lembranças do menino, era ele próprio, e, também  o pai de sua mãe, portanto seu avô.  
   O interessante é que Ian ao renascer trouxe em seu novo corpo as sequelas do tiro que lhe tirou a vida na outra existência, na forma de uma doença rara no coração, que lhe causa grande desconforto toda vez que se excede, ao esforçar-se em demasia, o que provoca desmaios. Por isso Ian já fez 6 operações antes de completar 4 anos de idade. O mais intrigante é que sua artéria pulmonar foi gerada com defeito limitando o desenvolvimento de seu coração no lado esquerdo. Na autópsia feita em sua morte na existência anterior, a causa da morte foi o rompimento de uma artéria pulmonar, coincidentemente, a mesma que provoca o sofrimento do menino.   
Dilukshi Nissanka (Sri Lanka)
    De certa feita Diluskshi Nissankra residente no Sri Lanka disse a seus pais que não era filha deles. Disse, ainda, que tinha seus verdadeiros pais em outro lugar onde morara perto de Dambulla, há seis horas de viagem. Disse,ainda, que houvera caído de uma ponte, que passava sobre um rio, e morrido. 
 Kashuriarachi, mãe de Diluskshi, ficava bastante chocada por entender que sua filha não se sentia parte da família. "Quando comíamos e íamos dormir, ela falava de sua outra vida. Eu me sentia muito mal, ela só falava de sua outra família." diz Kashuriarachi, mãe de Diluskshi.
     Até na escola Montessori, onde estudava, a menina com influencia Budista, falava que seu templo não era ali. 
    O caso ficou conhecido a ponto de ser publicado em um jornal, o que permitiu que, logo após, um senhor chamado Ranatunga reconhecesse que Diluskshi, de acordo com suas descrições, só podia ser sua filha que morrera afogada, algum tempo atrás, ao cair num rio em Dambulla, onde morava.  
   Para tirar às dúvidas a família Nissankra resolveu ir a Danbulla para encontrar a família a qual a menina dizia pertencer. Diluskshi não só reconheceu o caminho como guiou o motorista até a casa em que sua antiga família vivia. Foi um encontro emocionante. Reconheceu, inclusive, o rio em que se afogou que ficava bem perto de sua casa conforme ela mesmo dizia anteriormente.   
Shiromi, a filha de Ranatunga, tinha 6 anos quando morreu afogada ao cair da ponte.

Declaração de voto

 Declaração de voto

   Você eu não sei, mas 'EU' voto em MARCELO LAGE para Prefeito de Nova Iguaçu e RODRIGO LUIZ para Vereador! 

    Não votei em Marcelo Lage, tampouco o conhecia há época da última eleição. Para surpresa minha, se elegeu vereador e a cada dia que passa tem se revelado o vereador que, mais, adequadamente exerce a função de Legislador e Fiscal do Poder Executivo no município de Nova Iguaçu, que são, ao meu modo de ver, as principais prerrogativas de um edil compenetrado com suas atribuições. 

    Rodrigo Luiz - O jovem bacharel em direito Rodrigo Luiz, é um jovem que, ao longo do tempo, se preparou de fato, para exercer mandato em uma casa Legislativa. Nasceu e foi criado em Miguel Couto - Nova Iguaçu - e exerce de forma amistosa uma importante liderança em meio de grupos jovens aqui em nosso município! 

   Nada pessoal contra os outros, mas temos que mudar as coisas, conforme propõe o nosso Presidente da República: Bolsonaro!

     




Seguidores de Bolsonaro: A LUTA SÓ ESTÁ COMEÇANDO

 


(FOTO novembro de 2015 - Na Brigada Paraquedista - Ambos Paraquedista do Exército)

Por:  Wandemberg

Matéria publicada após Bolsonaro vencer às eleições e antes de assumir o Governo

Seguidores de Bolsonaro: A LUTA SÓ ESTÁ COMEÇANDO
'BRASIL ACIMA DE TUDO - DEUS ACIMA DE TODOS'
 Caros amigos que elegeram Jair Bolsonaro - Presidente da República do Brasil. Nossa missão será dificílima e não terminará no dia em que ele 'sentar' na Cadeira da Presidência - muito pelo contrário, nesse dia nossa 'missão' estará, apenas, entrando em sua segunda fase, contudo, outras fases se sucederão, posto que, as mudanças pretendidas para o Brasil não serão poucas e tão fáceis como alguns imaginam e exigirão de nós e do novo governo tempo e paciência, uma vez que o 'rombo' deixado pelo governo petista foi imensurável.
  A partir desse segundo momento(posse), tanto Bolsonaro quanto nós que o apoiamos voluntariamente e sem quaisquer ônus, estaremos protagonizando o início de um período histórico de desenvolvimento no Brasil, tendo como premissas a austeridade e aquilo que está escrito em nossa bandeira - ORDEM E PROGRESSO! Cabe a nós, militantes da 'nova política', no Face Book sustentar à luta contra os adversários idiotizados, até que entendam que 'nariz de porco não é tomada'!
A luta continua
 Os Petistas da cúpula deste partido sórdido que promoveu um dos maiores roubos da história mundial, antes de chegarem ao Poder, tinham um discurso extremamente crítico aos governantes. Com o tempo percebeu-se que na verdade eles eram exatamente aquilo que atribuíam aos adversários: Ladrões, fascistas, nazistas, comunistas, tudo de ruim... Falavam mal dos banqueiros(falam até hoje), mas em tempo algum os banqueiros ganharam tanto dinheiro quanto durante os governos Petistas. Falaram, e, falam até hoje, da abominável Rede Globo de Televisão, mas a privilegiaram com verdadeiras fortunas. Chamavam os líderes capitalistas de ditadores, mas defenderam Fidel Castro, Che Guevara, Chaves, Maduro, Kadaf e outros assassinos... Pior, deram dinheiro do BNDS para ditaduras como as da Venezuela e a outras nações como Argentina, Colômbia, Cuba, Bolívia, Panamá e, até, para ditaduras sanguinárias da Africa, em detrimento da Saúde, Educação, Segurança Pública do povo Brasileiro.    
 O nosso auguro é no sentido de que seja restabelecida a ordem estabelecida pelo governo Militar, indiscutivelmente, o melhor da história do Brasil, que a partir de 1964 colocou nosso País entre as primeiras economias do mundo! Governo este que chegou a colocar um PIB de 14%! Que fez com que a EMBRAER produzisse aviões; que fez com que estaleiros produzissem navios de grande porte; que a Petrobras se tornasse uma das maiores empresas do mundo; que fez com que a ENGESA fabrica-se tanques de guerra anfíbio; e por aí foi... Infelizmente, algum tempo após o canalha Lula e aliados chegarem ao Poder, se instalou um recesso terrível, onde o resultado foi: o fechamento de milhares de empresas e da fuga de outras; a maior produção de bandidos da história; a degradação das universidades públicas; a corrupção em diversas empresas e Instituições para comprar parcerias; a banalização da cultura e do ensino, como: a idolatria e o lançamento da cartilha de ideologia de gênero...


quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Bolsonaro cancela vacina da China

 O presidente Jair Bolsonaro decidiu cancelar o acordo firmado pelo Ministério da Saúde para a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, a vacina contra covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo.

A reportagem do Poder360 apurou que Bolsonaro enviou mensagens a ministros com o seguinte teor:

Alerto que não compraremos vacina da China.

Bem como meu governo não mantém diálogo com João Doria sobre covid-19“.

O presidente e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), são desafetos políticos.

Bolsonaro também manifestou publicamente sua percepção negativa sobre a vacina chinesa. Em resposta a usuários do Facebook, o presidente reforçou que o Brasil não comprará o imunizante da China e falou até em “traição“.





terça-feira, 20 de outubro de 2020

Dia Mundial da Água

 

Por: Wandemberg
Dia Mundial da água
 Dia 22 de março comemora-se o Dia Mundial da Água. Sabe-se que dois terços do nosso planeta é constituído pelo precioso líquido que é um dos primeiros fatores responsáveis pela vida no nosso orbe! Sabe-se, ainda, que apenas 0,008% da água da terra é própria para o consumo humano. Diz-se que no Brasil, que detém em seu território 15% da água potável do mundo, exitem 31 milhões de Brasileiros sem água em boas condições de uso, e, que no mundo cerca de 1 bilhão de pessoas não têm acesso a esse bem  indispensável! Todavia, lamentavelmente, diante da ação predatória dos humanos que teimam em extingui-la, contaminá-la e de não envidar esforço no sentido de providenciar meios para acumulá-la, tratá-la e distribuí-la, já existem prognósticos, extraídos de estudos de que em futuro próximo a água poderá faltar. 
          Os políticos contemporâneos, que, salvo raras exceções, governam e Legislam para si próprios e para seus consorciados, sob os olhos vendados de 'alguns' do judiciário, e outros tantos do Legislativo, de certo, não seguiram os bons exemplos daqueles que no século XIX, fazendo previsão para atender populações de, até, cerca de 150 anos pós sua edificação, construíram o sistema de mananciais e dutos, cuja a água têm fluxo pela 'Linha Preta' atendendo, até hoje, a grande parte da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. De tecnologia simples, a água é recebida, pós chuva, em reservatórios na serra e desce por gravidade até seu destino final. Atualmente, em virtude do aumento do número do usuário, para ganhar força, existem "BUSTER", como o edificado em Miguel Couto (Nova Iguaçu), para bombear a água, e fazer com que ela chegue a muitos outro locais. 
  Para mostrar o descaso das autoridades com relação à água, basta lembrar que, há pouco tempo atrás, a prefeitura do Rio de Janeiro(Gestão - Eduardo Paes),  sob a 'cegueira' daqueles que poderiam coibir ato tão ignóbil, inaugurou um lixão(pasmem!) por sobre um aquífero na região da vizinha prefeitura de Seropédica.
A água sai dos tubulões e escoa pra vala!
        O sistema de captação e distribuição de água de Tinguá, hoje sob a égide da CEDAE, pelo que podemos ver, ao longo curso  de suas tubulações, está completamente abandonado. Tempos atrás havia o 'Peão de Trecho', funcionários que devidamente equipado, percorria os trechos da "Linha Preta" desde o manancial até o Rio de Janeiro, fazendo a necessária manutenção. Hoje as tubulações estão  completamente abandonadas. A impressão que fica é que nem existe mais funcionários na CEDAE,  a menos que sejam 'fantasmas'!
      A pouco tempo atrás, sob o silencio do Prefeito de Nova Iguaçu, houve ampla repercussão o fato dos governos Federal e Estadual, fazerem campanha para vender a CEDAE. Eles em nenhum momento consideraram o fato de que á água verte das serranias do Tinguá, aqui em Nova Iguaçu. A explicação é simples: O Governo do Rio de Janeiro deu um grande rombo no Estado e uma das soluções apontadas para equilibrar a economia, foi vender a empresa. Diante de tanta corrupção, apontada no seio político pelo próprio Ministério Público Federal,  seria de bom alvitre, que a instituição investigasse se dentre os pretensos compradores não teria algum político entre os que se esforçam no sentido de vender a empresa. Não seria de admirar! 
         Ultimamente, nem se fala mais no assunto, mas fica um senão! Porque vender uma empresa que dá lucro? De certo seria uma nova versão da história da "Galinha de Ovos de Ouro!".
      Na gestão municipal anterior à atual (Governo do Prefeito Nelson Bornier), houve na Câmara Municipal de Nova Iguaçu,  a CPI da água, que concluiu, que desde 1996, o prazo para a 'exploração' da água de Nova Iguaçu, pelo Rio de Janeiro, havia expirado. A gente não vê o atual Prefeito, Rogério Lisboa,  se pronunciar sobre o assunto, até parece que Nova Iguaçu não tem nada com isso. Mas na verdade tem. Como já foi dito, grande parte da água usada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, verte das Serranias do Tinguá e do Rio Guandu.
O Milagre da água? 
          Uma pergunta que fica no ar é: Como os governantes conseguem prometer e até levar água a uma determinada região, sem que houvesse a construção de novos mananciais? O sistema de água que abastece a 'Linha Preta' com destino ao Rio de Janeiro, por exemplo, foi feito no Século XIX. Lembro-me muito bem, há tempos atrás, quando em programas de televisão o governo do Estado do Rio de Janeiro anunciava diuturna e compulsivamente: 'Água para o Recreio dos Bandeirantes'. Mas como, se a água dos mananciais existentes estava toda comprometida e, ainda, faltava em várias localidades da Baixada? Por acaso fizeram outros mananciais além dos existentes? Na verdade o que acontece é que, quando em um bairro que sempre teve água, começa a faltar o líquido precioso, é que a água passou a ser desviada por políticos irresponsáveis! 

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Transporte por rios e pela Baía de Guanabara na Baixada Fluminense


Por: Wandemberg
Mobilidade Urbana e suas opções
    Aqui na Baixada Fluminense, falam tanto em mobilidade urbana, no entanto nunca vi um 'sabido' desses sugerir opções para transporte de ’massa’ que não passassem pelas congestionadíssimas vias de asfalto. Parece que não entendem que é disso que temos que fugir. Por isso, longe de me arvorar de 'dono da verdade', me atrevo a mostrar uma antiga alternativa inteiramente viável que, se não resolver definitivamente os problemas surgidos com o congestionamento das principais vias de acesso ao Rio de Janeiro, pelo menos, poderão minimizá-los. Não estamos inventando nada. Esse modelo de transporte já existe há séculos, se trata, apenas, de uma questão de coerência e lógica para o momento
    
Transporte Fluvial e Marítimo
   O transporte fluvial/marítimo, por exemplo, seria uma das soluções plausíveis para algumas das populações das Cidades da Baixada Fluminense se deslocarem para bairros, municípios e cidades localizados nas rotas dos rios e da Baía de Guanabara, em tempo hábil, sem passar por congestionamentos de qualquer ordem. Já pararam para pensar na utilização do  Rio Iguassú (hoje, canal) como 'via de transporte' com destino a Praça Mauá, Praça XV, Caxias, Niterói e inúmeras outras localidades... Já sei que os 'pessimistas de plantão' irão dizer que seria utopia, inviável e muito caro. Caro, nada! Já fiz as contas! Caro seria construir novas estradas! Posso afirmar com absoluta convicção que, o - Custo Benefício - seria altamente compensador! O problema maior residiria em aumentar o volume da água do Rio. No passado o engenheiro Conrado Jacob Niemayer deparou com o mesmo desafio. Resolveu-o ao juntar as águas do Rio Utum e Tinguá ao Iguassú. Feito isso, o Rio Iguassú virou um elo importantíssimo de acesso entre a Vila de Iguassú e a Baía de Guanabara e, por conseguinte, uma importante artéria que conectou o Rio de Janeiro, de forma direta e indireta, com cidades e estados. 
    Aliás, o Rio Iguassú foi a 1ª e grande 'estrada' da Baixada Fluminense. Navegações de porte 'respeitáveis', já, singraram, até o meado do século XIX, por suas águas, transportando gente, mercadoria, movimentando, enfim, seus nove portos, inclusive o, lendário, Porto de Iguassú, cuja ruína ainda se encontra lá em Iguassú Velho. Seria uma ‘volta ao passado’ com embarcações modernas produzidas pela avançadíssima indústria naval dos dias atuais, dotadas de grande conforto, inclusive ar condicionado e aparelho de navegação noturna. Na verdade, se os homens do passado, em pleno século XIX, desprovidos da tecnologia atual, conseguiram, não faz sentido os homens de hoje não conseguirem. Ademais, além do Iguassú, inúmeros outros rios que dão acesso à Baía de Guanabara poderiam ser usados como, o Acari e o Botas, por exemplo... Enfim os rios estão aí aguardando para serem redescobertos. Está na hora de voltar ao passado para resolver problemas do presente! 
    Em outras regiões do país e até em outros continentes, rios e canais são caminhos usados no dia a dia para levar pessoas de uma cidade para outra, por várias razões, inclusive, para atender ao turismo local. Em países como Bélgica e Holanda existem importantes vias de transportes por rios, canais e oceanos (navegação costeira), incluindo uma via, que mostramos em uma foto, onde um rio transpõe outro rio como se fosse um viaduto, onde o asfalto substitui a água e os veículos com rodas são substituídos por embarcações.