Páginas

sexta-feira, 31 de julho de 2020

A origem de Nova Iguaçu

A origem de Nova Iguaçu
  Suas terras pertenceram à Capitania de São Vicente, ficando abandonada até que o Rio de Janeiro se tornasse cidade(1565). Alguns anos após essa data, Nova Iguassú apresentava várias sesmarias, inclusive uma doada a Brás Cubas(pensa-se ser o mesmo que fundou a cidade de Santos). Com a colonização das terras, os aborígenes, que aí viviam, foram se afastando, cedendo aos sesmeiros, até que desaparecessem por completo.
  Surgiram várias freguesias, sendo a mais importante de todas a de Nossa Senhora da Piedade do Iguassú, cuja a criação foi no ano de 1719. Essa freguesia era também conhecida como Nossa Senhora da Piedade do Caminho Velho, por estar em suas terras localizado um trecho de estrada que atingia às "Minas Gerais". Por esse Caminho, passou Tiradentes quando se dirigiu à côrte com destino ao julgamento e à forca.



  Aqui em nossa região, alguns anos após o descobrimento do Brasil, surgiram algumas freguesias, sendo a de Nossa Senhora da Piedade do Iguassú, criada em 1719, a mais importante de todas. Era conhecida, ainda, como Nossa Senhora da Piedade do Caminho Velho, devido ao fato de suas terras se estenderem até às "Minas Gerais". Quando Tiradentes veio para a corte no Rio de Janeiro  para ser julgado e posteriormente enforcado, foi por este caminho que foi conduzido.                  
     Estas faixas de terra pertenceram à Capitania de São Vicente    



Sendo reconhecido pelo governo, a prosperidade da região foi elevada à Vila em 15 de janeiro de 1833 com o nome de Iguassú, sendo instalada  a 27 de julho do mesmo ano.
  Entretanto devido às reações políticas, Nova Iguassú perdeu às prerrogativas de Vila pela Lei Provincial de 13 de abril de 1835. Os habitantes não se conformaram e voltaram a lutar, sendo seus esforços recompensados com a restauração da Vila com o nome de "Iguassú".
A partir de sua elevação a essa categoria, a Vila prosperou, tendo por fator a sua situação à margem direita do Rio Iguassú (Iguaçu). Ela chegou a ser considerada como um dos mais importantes empórios supridores da Cidade do Rio de Janeiro.
  Pelo século XIX, a localidade de Iguassú começou a decair com a construção da Estrada de Ferro D. Pedro II, atual Central do Brasil. Cidades e Vilas surgiram à margem da estrada, enquanto que, outras Vilas antiquíssimas se apagavam. A via fluvial foi abandonada , os rios transformaram-se em pântanos e começou a grassar o impaludismo.
  Enquanto Iguassú regredia,pequenas localidades se desenvolviam dentre elas Maxambomba.
  Com o correr dos tempos, essa povoação à margem da Estrada , desenvolveu-se tanto, que os governantes foram forçados a transferir a sede de Iguassú para a nova localidade, no dia 1de maio de 1891. No mesmo ano a 19 de junho, foi agraciada com foros de cidade. Posteriormente em 9 de novembro de 1916, a cidade passou a ser denominada Nova Iguassú (hoje, Nova Iguaçu).
  Com as obras de saneamento realizadas na Baixada Fluminense, o município voltou a progredir, as suas terras se valorizaram-se.
   
  

Um comentário:

Blog do Alcy Maihoní disse...

Bonito o histórico!
Como bem diz o hino da cidade...Terra linda e encantadora, Desde os tempos de outrora.